sábado, 7 de agosto de 2010

Fármacos

Cocaína

É um éster sintético que tem como efeitos clínicos desejados o bloqueio de impulsos nervosos e a vasoconstricção secundária à inibição da recaptação de noraepinefrina.
Devido aos efeitos tóxicos e uso abusivo, a cocaína é raramente utilizada. Os poucos casos de aplicação clínica, se liberados pelas autoridades sanitárias do determinado país, são para promover uma vasoconstricção e anestesia local tópica do trato respiratório superior, conferindo, assim, anestesia e retração da mucosa.

.Lidocaína

É um fármaco amídico, principal opção aos alérgicos aos ésteres. Possui ação mais rápida, intensa, prolongada e ampla do que a procaína.
A lidocaína é absorvida rapidamente, após a aplicação parenteral, pelos tratos respiratórios e gastrointestinal, sendo, assim, é utilizada bastante vezes associada à epinefrina.
Pode ser utilizado como agente antirrítmico e em quase todas as situações em que são necessárias uso de anestesias locais de duração intermediária.

.Bupivacaína

É um fármaco amídico, semelhante à lidocaína. Pode ter toxicidade grave por conta de depressão miocárdica e arritmias ventriculares.

.Prilocaína

É um fármaco amídico, também semelhante à lidocaína. Entretanto, não precisa-se do uso de epinefrina associado, e também possui menos efeitos tóxicos.

.Procaína

Primeiro fármaco amino-éster sintetizado. Atualmente seu uso é raro, devido ao início da ação demorada e o efeito curto. É utilizado para bloqueios nervosos com fins de diagnóstico.

.Tetracaína

É um amino-éster de ação prolongada, utilizado principalmente em anestesia espinhale e em preparações anestésicas tópicas. Pode causar graves efeitos tóxicos

1 comentário:

Boca no Trombone disse...

Chegou o blog que estava a fazer falta aos enfermeiros e à enfermagem em Portugal. Importante instrumento dos mais pequenos, capaz de fazer tremer os maiores. Ciente da quantidade de segredos, histórias ocultas, mentiras que parecem verdades e verdades escondidas existentes na enfermagem, numa altura de crescente opressão e até censura, pretende tornar a enfermagem numa profissão mais transparente e mais justa. Conto para isso com a vossa ajuda, pois sem ela, nada mudará, pelo menos para melhor.

http://enfleaks.blogspot.com/